Campo Mourão, domingo, 11 de abril de 2021 ESCOLHA SUA CIDADE

Região

25/02/2021

Produção de leite e pasto no município de Iretama

Produção de leite e pasto no município de Iretama

O Instituto de desenvolvimento rural do Paraná, dentro do projeto leite, vem trabalhando com seus produtores assistidos a intensificação do uso das pastagens. Dentre os produtores, a família do Sr. Victor Severino juntamente com a esposa Luciana, vem se destacando na produção de leite exclusivamente a pasto.

Em se tratando de produção de leite em pasto, em que a forragem é diretamente pastejada pelos animais, a diminuição dos custos torna-se consequência. A oferta de alimento no momento certo (ponto ótimo de manejo da forragem) e em quantidade certa permite uma dieta volumosa adequada para que as vacas possam produzir até 12 litros de leite por dia (Deresz e Matos, 1996), desde que este tenha potencial genético. Assim, um sistema com pastagem bem consolidada, de baixo custo de implantação em comparação aos demais sistemas de produção de leite, confere segurança e versatilidade para o sistema frente aos altos preços de insumos e baixo preço do leite, que a cada dia, decepciona os produtores rurais, vertiginosamente.

Aconselha-se o uso do pastejo rotacionado, que nada mais é que uma área subdividida em piquetes (como por meio de cerca elétrica), que tem como finalidade fornecer ao animal um capim no seu ponto ótimo e após o pastejo dos animais. Este capim será adubado (no verão) e passará por um período de descanso, que varia para cada capim, a fim de proporcionar sua recuperação rápida e eficiente, para novamente ser pastejado no próximo ciclo de pastejo.

A adubação de verão, feita após a saída dos animais do piquete pode ser feira por meio da adubação mineral (ureia e/ou sulfato de amônio - como fontes de N-, e cloreto de potássio - fonte de K) e também adubação orgânica como a cama de frango (Benedetti et al., 2009). Um sistema tão simples, que em pequenas propriedades, a adubação pode ser feita no fim da tarde, com um balde ou recipiente, de forma rápida e rotineira, distribuída manualmente no pasto.

O produtor Victor Severino falou: “ Graças a assistência técnica que venho recebendo do IDR- Paraná, estamos melhorando bem nosso sistema de produção de leite a pasto, e aprendendo a manejar o capim, desde de então nossa rentabilidade na propriedade vem melhorando bem, e nos pequenos produtores precisamos demais dessa assistência técnica”.

O responsável local do IDR- Paraná Jorge André falou: “ Quando o Victor nos procurou, ele já estava a ponto de desistir do sistema de produção, então levamos as amostras de solo para laboratório, corrigimos e há dois anos a família vem colhendo os resultados positivos, hoje eles sabem manejar muito bem o pasto, altura de entrada e saída dos animais de cada piquete, e investem na mineralização e adubação das pastagens” finalizou.

 

PUBLICIDADE

Fonte: CAMPO MOURÃO | CIDADE PORTAL | Unidade de extensão rural do IDR-Paraná de Iretama

Produção de leite e pasto no município de Iretama
Produção de leite e pasto no município de Iretama
Produção de leite e pasto no município de Iretama
Produção de leite e pasto no município de Iretama

OPINE!

CIDADE PORTAL
(44) 3522-7297 | (44) 99979-8991 | (44) 99979-3334 |
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio
de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do Site CIDADE PORTAL.

Desenvolvido por Cidade Portal