Campo Mourão, terça-feira, 12 de novembro de 2019 ESCOLHA SUA CIDADE

Região

11/10/2019

Produzir tomate sem agrotóxico já é realidade em Araruna

Produzir tomate sem agrotóxico já é realidade em Araruna

Em Araruna, dois agricultores familiares assistidos pelo Instituto Emater estão produzindo tomate sem o uso de agrotóxicos, ou seja, somente com produtos permitidos para agricultura orgânica, são eles Claudia Aparecida da Silva Martins e Valdir Reinaldo Colli.

O Projeto Olericultura Orgânica no estado está presente em mais de 200 municípios e abrange mais de 2.000 produtores, empenhados em produzir alimentos seguros, principalmente para atender os mercados institucionais que atendem a merenda escolar, em Urai, na região de Cornélio Procópio foi criado através da Ematero “Protocolo Tomate Orgânico”, que vem ganhando espaço na região. Com coordenação do Extensionista daEmater de Campo Mourão, Rinaldo AntonioClementin, o projeto prevê a capacitação de técnicos e produtores através da metodologia de treino-visita, que acompanham na prática o desenvolvimento da cultura e as técnicas preconizadas no sistema.

A produtora da Agricultura Familiar, Cláudia Aparecida Silva Martins, já começou a colher os frutos do projeto, com 500 plantas de tomate, variedade BRS Nagae, tem-se uma expectativa de colher em torno de 8.000 kg do fruto, na propriedade são cultivados tomate, pepino, vagem, pimenta e pimentão, distribuídos em quatro estufas de 250 m2 e duas estufas de 1.000 m2. Cláudia espera produzir todas as hortaliças em sua propriedade no sistema orgânico.

Para Darwin Caleff Ramos, extensionista daEmater de Araruna, aliado a boa produtividade, ainda tem-se um a melhora na qualidade de vida, uma vez que os produtores estão menos expostos aos agrotóxicos utilizados na agricultura convencional, além de oferecer à sociedade um produto mais seguro.

De acordo com a Lei 16.751/10, que institui a alimentação escolar orgânica em todo o sistema estadual de ensino do Paraná, o objetivo é incluir alimentos orgânicos gradualmente na alimentação dos alunos nas escolas estaduais, até chegar a 100% da merenda em 2030, sendo a maior produção baseada na agricultura familiar, atualmente, 60% da merenda escolar e proveniente da agricultura familiar, sendo cerca de 8% orgânica.

Segundo Caleff, o próximo passo é conseguir a certificação de produtos orgânicos, procedimento pelo qual uma certificadora, devidamente credenciada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), assegura por escrito que determinado produto, processo ou serviço obedece às normas e práticas da produção orgânica.

 

 

Cidade Portal - O Seu Portal de Notícias!
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe do Cidade Portal pelo WhatsApp (44) 99979-8991 ou entre em contato pelo (44) 3522-7297

 

 

Nós do Cidade Portal em parceria com a organização estaremos sorteando 02 (dois) Camarotes individuais  para o show deste dia 01 em Campo Mourão, para participar basta você instalar o Aplicativo da Rádio Cidade Portal, depois de instalado e ir até o menu e na opção -  "Fale conosco"  enviar uma mensagem  dizendo “Quero concorrer a um ingressos para o Show da dupla Henrique e Juliano".

Escolha seu sistema operacional e baixe o APP

Aplicativo para Android: http://bit.ly/appcp-radio
Aplicativo para IOS: http://bit.ly/appcp-radio-ios

 

Fonte: CAMPO MOURÃO | CIDADE PORTAL | EMATER/ARARUNA

Produzir tomate sem agrotóxico já é realidade em Araruna
Produzir tomate sem agrotóxico já é realidade em Araruna
Produzir tomate sem agrotóxico já é realidade em Araruna
Produzir tomate sem agrotóxico já é realidade em Araruna

OPINE!

CIDADE PORTAL
(44) 3522-7297 | (44) 99979-8991 | (44) 99979-3334 |
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio
de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do Site CIDADE PORTAL.

Desenvolvido por Cidade Portal